A gente é muito hardcore.

Posts marcados ‘metamorfose’

Falta de amor próprio a gente não vê por aqui…

Tem coisas que eu vejo que simplesmente não consigo entender. Não entra na minha cabeça o fato de algumas pessoas não conseguirem se desvencilhar do que já passou, ficam se afundando em prol de um relacionamento que já nem existe.

Ainda tem aqueles casos em que a parte “sofrida” tem o hábito de ficar assistindo como telespectador assíduo o que acontece na vida do outro, torcendo e esperando por uma oportunidade mínima que seja para entrar em cena, nem que seja por 5 segundos.

Não sei como alguém consegue viver desse jeito, a impressão que eu tenho é que esse tipo de pessoa realmente gosta de ser digno de pena. E o pior é quando dizem que isso é amor incondicional, na minha opinião isso é falta de vergonha na cara, sinto lhe informar, mas amor não é desse jeito, o nome disso é obsessão, que no dicionário traduz-se por: Idéia fixa / perseguição diabólica / importunação perseverante.

O fato é que o mundo é inteiramente grande e populoso, quando uma porta se fecha, sempre existem outras para serem abertas, temos um mundo de possibilidades. Por isso não vejo sentido no sofrimento, ficar triste por algo que acabou é natural, mas viver em função disso é maluquice.
Sei que é clichê, mas para surtir efeito e interesse em outra pessoa é preciso se aceitar, se gostar. Ninguém se interessa por pessoas sem brilho, com auto estima baixa, quem não se ama, fatalmente não é capaz de amar outra pessoa, digo isso no sentido literal.

Isso sem falar daqueles casos patéticos de pessoas que sentem prazer em infernizar a vida do “ex”, fazer birrinha e escrever recadinhos, por mais infantil que seja é até relevante. Pior são os casos extremos que levam a assassinatos, isso para mim é o cúmulo, como alguém é capaz de roubar a vida de outro ser humano por um motivo tão fútil?

A vida em sua filosofia é uma eterna metamorfose, estamos em constante mutação, se o indivíduo não evolui, ele fica para trás, essa é a ordem natural das coisas. Se você insiste em ser infeliz para ser feliz, sinto lhe informar, mas fatalmente continuará sendo infeliz.

Enquanto o sangue pulsa em suas veias há vida, aproveite-a, aprenda a ser auto suficiente, experimente coisas novas, esteja aberto para novas oportunidades, aceite os seus defeitos, dê ênfase as suas qualidades e coloque na cabeça de uma vez por todas que ninguém é insubstituível.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: