A gente é muito hardcore.

Quem me conhece pessoalmente ou me acompanha através de redes sociais sabe que sou declaradamente apaixonada pelo meu filho, mas nem sempre foi assim, não que em algum momento eu tenha deixado de amá-lo, mas digamos que tivemos um processo.

Bem as pessoas tem mania de generalizar e falar que gravidez é a coisa mais maravilhosa da vida, gerar outra vida e blá blá blá… Bem para mim na época não foi, pelo contrario eu achava um saco, me sentia estranha, pesada, odiava tudo e todos, não achei nada maravilhoso, mas é claro que isso se dá ao momento, eu não havia planejado ter filhos principalmente aos 23 anos e sem ter uma relação sólida com o pai dele.

Se você me perguntar por que não fiz um aborto, vou te responder claramente que não sou contra e nem julgo que o faz, cada um sabe de si, mas eu particularmente não fiz porque me sentia extremamente egoísta, apesar de não estar feliz naquela situação, achava covardia da minha parte, mesmo porque apesar de todos os contras que poderiam acontecer, eu tinha ao meu lado uma família que me apoiava e continua me apoiando para tudo, o pai do meu filho que apesar de não estarmos juntos como um casal estava ao meu lado o tempo todo, tínhamos uma vida financeira satisfatória, eu já tinha formação superior e com certeza nesse quesito ter um filho não seria um problema. A coisa era muito mais algo interno entre eu e eu do que qualquer outra coisa, sempre fui uma pessoa muito desprendida, queria ir para o mundo e eu tinha certeza que um filho mudaria tudo.

1601162_829795723730653_2545633788802543278_n

E de fato mudou, não vou dizer aqui que é tudo um mar de rosas, felicidade eterna e blá blá blá… Mas com toda certeza me tornei uma pessoa muito melhor, venho aprendendo a cada dia uma coisa nova. E olha ser mãe, trabalhar fora e estudar não é fácil, também não vou dizer que é terrível, longe disso. É claro que eu tenho algumas facilidades por ainda morar com meus pais e por eles me darem todo o suporte necessário. Mas ainda assim, tem a famosa questão interna entre eu e eu, me sinto culpada por não ser tão presente, por não poder acompanhar tudo do dia a dia, de só chegar em casa a noite, mas tudo na vida é uma questão de escolhas, e a gente precisa aprender a lidar com elas.

Descobri enfim que ser mãe é maravilhoso, hoje entendo muito mais a minha mãe e respeito e admiro tudo o que ela já fez e continua fazendo por mim, descobri que existe sim amor incondicional, descobri o quanto é maravilhoso chegar em casa e ter um carinha me esperando com o sorriso mais sincero do mundo, descobri que prefiro mil vezes morrer de cólica ou qualquer dor escrota do que ver meu filho doente mesmo que seja só um simples resfriado, descobri que sou capaz de qualquer coisa para vê-lo feliz, descobri que entre passar madrugadas em bares e boates bebendo prefiro ficar em casa assistindo desenhos. Descobri que as grandes alegrias estão nos detalhes, nas histórias antes de dormir, nos eu te amo inesperados, no “mamãe você está linda hoje, ou você é meu amor e eu sou o seu”. Hoje em dia não vivo só por mim, vivo por ele também, morro de medo dos desafios que ainda vão chegar, educar alguém e transformá-lo em um ser humano digno não é fácil, mas vamos em frente, a gente consegue! 🙂

10696184_795646050478954_7724387739451710846_n

Anúncios

Comentários em: "Sobre ser mãe jovem…" (3)

  1. Mãe da Maria disse:

    Eu tenho procurado tantos blogs sobre maternidade, para ter a certeza de que eu não estou ficando louca e Gracas a Deus achei o seu. Tu és tão sincera e tão realista no teu relato, que me senti confortada.
    Estou grávida e também não me sinto em uma nuvem de algodão doce.
    Que bom que para ti, tudo teve sentido com a chegada e a convivencia com teu filho, espero que seja assim para mim também.

    • tatilane disse:

      Olá, só vi seu comentário hoje, 2 meses depois rs..
      Que bom que o gostou do post, ser mãe não é fácil ainda mais sendo jovens como nós… Mas posso te garantir que não existe melhor sensação, melhor experiência…
      Vai com tudo, vai do seu jeito, não existe fórmula, nem jeito certo. Vai ter dificuldade mas também terão milhares de alegrias, aproveita a simplicidade porque essa é a melhor parte.
      Quando seu bebê nascer vai descobrir o que é de fato amar alguém de verdade.
      Boa sorte da sua jornada 🙂

      Se quiser trocar figurinhas pode me mandar e-mail tatilane.m@gmail.com

      bjs.

  2. anonimo disse:

    A vida é maravilhosa, hipocritamente falando, nascemos doentes pois a coisa mais certa é a morte, e temos a necessidade de querer ter tudo, conquistar tudo e as vezes, as coisas mais simples que passa despercebido todos os dias que dão algum sentido nessa nossa vida doente, sorriso de uma criança, a gratidão do amor dos pais, uma desculpa ou um bom dia, nisso eu vejo que apesar do que podemos planejar, isso não será a garantia de nossa felicidade, claro que dinheiro e ser muito rico ajuda, mas, será? tenho meus contra pontos porém não entrarei no mérito hj, só se vc escrever um texto sobre o tema rs.
    Voltando ao assunto, tati, vc foi uma das poucas pessoas incríveis que conheci, seu desprendimento, seus anseios e receios, sua vontade de voar, mas seu amor com seus irmãos e seu filho, fez a minha pessoa conhecer a Tati humana e maravilhosa, o pouco que vi pelo mundo, eu tenho certeza que a índole do seu pequeno, é boa, famílias com a sua, está cada vez mais difícil encontrar!

    Eu lembro, não sei se vc fazia intencionalmente ou apenas por extinto, entre milhões de conversas, percebi que vc tinha uma preocupação se os homens tinha alguma preocupação de conhecer uma mãe solteira, acho que isso não seja problema para você hoje! ” mas sempre fiquei pensando nessa indagação, de fato homem não tem medo de um possível enteado, homem não tem medo de se relacionar com mãe solteira, homem tem medo de mulher sem valores! e quem te conhece sabe, vc tem seu valor!
    continue sendo uma mãezona, viva tudo que há para viver, vc merece!

    Att. Um eterno admirador
    Sdd

    OBS;. vc está ficando muito tempo sem escrever!
    lance tema novos, estou ansioso para ler!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: