A gente é muito hardcore.

Arquivo para fevereiro, 2012

You smile, I smile…

Em muitos momentos da vida o que mais importa no mundo é a nossa felicidade, são os nossos objetivos, os nossos sonhos e os nossos desejos. Pensando bem, não está errado pensar dessa forma por mais que soe egoísta, afinal de contas quem é mais importante no mundo para nós a não ser nós mesmo…

Eu pensava exatamente assim e isso nem faz muito tempo, até que uma pessoinha entrou na minha vida, aconteceu assim sem esperar, sem planejar. no início confesso que foi bem traumático eu diria extremamente assustador, e por mais que eu quisesse pensar diferente a ideia de ser mãe não entrava na minha cabeça de forma nenhuma, eu achava que não combinava comigo que não tinha nada a ver com meu estilo de vida. E fui pensando desse jeito durante todo o período de gestação, odiava o fato de estar grávida, muitas pessoas acham esse momento maravilhoso, eu achava um saco, contava os dias para sair logo dessa fase ao mesmo tempo que tremia só de pensar no depois.

Até que ele nasceu, não vou dizer que esse foi o dia mais feliz da minha vida, porque não foi, pra quem não sabe ter filho de parto normal dói bastante e não quero repetir isso nunca mais, mas sem dúvida foi o dia mais importante, ele marca uma transição onde a partir daquele momento a pessoa mais importante no mundo pra mim não era mais EU, era ele, o Arthur…

Eu poderia escrever aquele bla bla bla do mundo ideal que ser mãe é maravilhoso e tal… Bem na verdade é bem cansativo, para começar nunca mais tive uma noite inteira de sono, minhas olheiras estão gritando e meu corpo pedindo arrego a 2 meses, e tem uma coisa que ninguém conta e eu senti na pele, nos primeiros dias amamentar é uma tortura, o seio fica todo machucado e empedrado sofrimento total, mas a boa noticia é que depois de 1° més começa a melhorar.

Apesar das dores e do cansaço, todos os dias quando olho para aqueles olhinhos brilhantes, aquele rosto bochechudo, e aquele sorriso desdentado eu entendo o que é o tal amor incondicional que muita gente fala por ai, não existe sentimento mais puro e terno quanto esse, e por mais desafiador que seja essa tarefa de ser mãe, vale a pena viver esse momento.

O futuro ainda é assustador, é um aprendizado e um desafio diário, afinal de contas aquele serzinho depende única e exclusivamente de mim, sou responsável pela sua boa saúde e formação do seu caráter, e a cada dia ele cresce mais um pouquinho, eu não sei como vai ser amanhã, mas uma coisa é certa, farei tudo que estiver ao meu alcance para que ele seja a pessoa mais feliz desse mundo :-D…

Imagem

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: